fbpx

StackOverflow Survey 2020

Segundo o Stack Overflow Survey 2020, iremos comentar pelas análises de dados sobre as linguagens de programações mais populares, mais amada, mais temida e a mais procurada. Lembrando que existem outras fontes de análises que iremos citar posteriormente em um próximo artigo.

Vamos entender algumas métricas sobre essas análises e de onde vem esses números, como a Stack Overflow traz esses dados!

Entendendo a visão geral divulgada pelo site, você poderá acompanhar e traduzir todo o conteúdo, através do link oficial.

Em fevereiro de 2020, quase 65.000 desenvolvedores nos contaram como aprendem e sobem de nível, quais ferramentas estão usando e o que desejam.

StackOverFlow Survey 2020

Metodologia

Os dados disponíveis foram divididos para a análise por dados demográficos, quando aplicável. Além disso a pesquisa anual de desenvolvedores do Stack Overflow teve a honra de ser a maior pesquisa de pessoas que codificam em todo o mundo. 

Este ano, em vez de almejar ser o maior, pretensão de se tornar a pesquisa mais representativa na diversidade de programadores em todo o mundo. Dito isso, a pesquisa ainda é grande. A pesquisa deste ano foi realizada por quase 65.000 pessoas.

O relatório é baseado em uma pesquisa com 65.000 desenvolvedores de software de 186 países ao redor do mundo. Este é o número de respostas que consideramos “qualificadas” para fins analíticos com base no tempo gasto na pesquisa completa e completa; outras aproximadamente 400 respostas foram enviadas, mas não incluídas na análise porque os entrevistados gastaram menos de três minutos na pesquisa.

Respostas qualificadas em todo o mundo

Europa

24.688

América do Norte

15.570

Ásia

16.400

América do Sul

3.070

África

2.709

Austrália / Oceania

1.570

Outro (país não listado)

409

A pesquisa foi realizada de 5 a 28 de fevereiro. O tempo médio gasto na pesquisa para respostas qualificadas foi de 16,6 minutos, abaixo dos 23,3 minutos do ano passado.

Os entrevistados foram recrutados principalmente por meio de canais de propriedade da Stack Overflow. As principais fontes de entrevistados foram mensagens no site, postagens em blogs, listas de e-mail, anúncios em banner e postagens em mídias sociais. Uma vez que os entrevistados foram recrutados dessa forma, os usuários altamente engajados no Stack Overflow eram mais propensos a notar os prompts para responder à pesquisa durante a promoção da coleção.

Como incentivo, os entrevistados que concluíram a pesquisa podem optar por receber um selo de “Censo” se a concluírem.

Devido às sanções de transporte / exportação dos Estados Unidos, a pesquisa não foi, infelizmente, acessível a possíveis entrevistados na Crimeia, Cuba, Irã, Coreia do Norte e Síria, devido ao tráfego estar bloqueado por nosso software de pesquisa de terceiros. Embora alguns entrevistados usem VPNs para contornar o bloqueio, a limitação deve ser considerada ao interpretar os resultados da pesquisa.

Em anos anteriores, a análise de desenvolvedores profissionais foi baseada na atividade do site no Stack Overflow. Este ano, utilizou-se respostas sobre emprego para deduzir se um respondente se qualifica ou não como desenvolvedor profissional e construímos nossas análises com base nessa qualificação.

Perguntaram aos entrevistados sobre seu salário. Primeiro, perguntaram qual moeda cada respondente normalmente usava. Em seguida, perguntamos ao entrevistado qual era seu salário naquela moeda e se esse salário era semanal, mensal ou anual.

Converteram os salários das moedas dos usuários para dólares americanos usando a taxa de câmbio de 19/02/2020, e também convertemos em salários anuais assumindo 12 meses de trabalho e 50 semanas de trabalho.

Essa pergunta, como a maioria da pesquisa, era opcional. Foram 34.279 entrevistados que nos forneceram dados salariais.

Os cerca de 2% mais altos dos salários dentro e fora dos EUA foram cortados e substituídos por valores mínimos. Os valores de limite para dentro e fora dos EUA eram diferentes.

Muitas perguntas foram mostradas aos respondentes apenas com base em suas respostas anteriores. Por exemplo, perguntas sobre empregos e trabalho foram mostradas apenas para aqueles que disseram estar trabalhando em um emprego.

As questões foram organizadas em vários blocos de questões, as quais foram randomizadas em ordem. Além disso, as respostas para a maioria das perguntas foram randomizadas em ordem.

Para identificar quais tecnologias incluir na pesquisa deste ano, analisamos as tags mais populares e as de crescimento mais rápido no Stack Overflow (em termos de perguntas postadas). Foram comparados com as tecnologias que incluíram no ano passado e vieram quantas pessoas escolheram cada opção. Sintetizaram tudo isso juntos para fazer a curadoria de uma coleção de tecnologias a serem incluídas.

Tecnologias

Não é novidade que, pelo oitavo ano consecutivo, o JavaScript manteve sua fortaleza como a linguagem de programação mais comumente usada. Indo mais longe na lista, também vemos ganhos moderados para TypeScript, superando C em termos de popularidade. Além disso, Ruby, que já estava no top 10 da lista recentemente, em 2017, diminuiu, sendo superado por tecnologias mais novas e da moda, como Go e Kotlin.

Claro que isso tudo ocorre pelo hype de fora do Brasil, o JavaScript ser mais utilizado do que aqui dentro, sabendo que as tecnologias mais utilizadas no Brasil ainda são em Server-Side com desenvolvedores Web. Para fora do país utiliza-se muito linguagens como JavaScript e suas bibliotecas e Frameworks.

JavaScript67,7%
HTML / CSS63,1%
SQL54,7%
Pitão44,1%
Java40,2%
Bash / Shell / PowerShell33,1%
C #31,4%
PHP26,2%
TypeScript25,4%
C ++23,9%
C21,8%
Vai8,8%
Kotlin7,8%
Rubi7,1%
Montagem6,2%
VBA6,1%
Rápido5,9%
R5,7%
Ferrugem5,1%
Objective-C4,1%
Dardo4,0%
Scala3,6%
Perl3,1%
Haskell2,1%
Julia0,9%
Todos os entrevistados

Frameworks da Web

Ao focar puramente em estruturas da web, vemos que jQuery ainda é o rei, mas está lentamente perdendo terreno para React.js e Angular ano após ano. Vemos alguma consolidação, pois mais de 35% dos entrevistados usam jQuery, React, uma versão do Angular (combinando Angular, que representa Angular 2+, e Angular.js) ou um sabor de ASP.NET (ASP.NET ou ASP .NET Core).

jQuery43,3%
React.js35,9%
Angular25,1%
ASP.NET21,9%
Expressar21,2%
ASP.NET Core19,1%
Vue.js17,3%
Primavera16,4%
Angular.js16,1%
Django14,2%
Frasco14,2%
Laravel11,1%
Ruby on Rails7,0%
Symfony4,4%
Gatsby4,0%
Drupal3,2%
Todos os entrevistados

Outras estruturas, bibliotecas e ferramentas

Semelhante ao ano passado, perguntamos sobre muitas das outras tecnologias diversas que os desenvolvedores estão usando. Pelo segundo ano consecutivo, o Node.js ocupa o primeiro lugar, visto que é usado por metade dos entrevistados. Também vemos um crescimento generalizado na popularidade das tecnologias de análise de dados e aprendizado de máquina, como Pandas, TensorFlow e Torch / PyTorch.

Node.js51.4%
.NET35.1%
.NET Core26.7%
Pandas15.5%
TensorFlow11.5%
React Native11.5%
Unity 3D10.9%
Ansible7.3%
Flutter7.2%
Teraform6.2%
Keras6.2%
Cordova6.0%
Xamarin5.8%
Apache Spark5.2%
Torch/PyTorch4.6%
Hadoop4.5%
Unreal Engine3.3%
Puppet2.3%
Chef1.8%
Todos os entrevistados

Mais amado, temido e procurado

Línguas mais amadas, temidas e desejadas

Por cinco anos consecutivos, Rust ocupou o primeiro lugar como a linguagem de programação mais amada. TypeScript é o segundo a ultrapassar o Python em comparação com o ano passado. Também vemos grandes ganhos em Go, passando de 10 para o quinto lugar no ano passado.

VBA, Objective C e Perl ocupam os primeiros lugares para as linguagens mais temidas – linguagens que tiveram uma alta porcentagem de desenvolvedores que as usam atualmente, mas não têm interesse em continuar a fazê-lo.

Se olharmos para as tecnologias que os desenvolvedores relatam que não usam, mas querem aprender, o Python ocupa o primeiro lugar pelo quarto ano consecutivo. Também vemos alguns ganhos modestos no interesse em aprender a ferrugem.

Rust86.1%
TypeScript67.1%
Python66.7%
Kotlin62.9%
Go62.3%
Julia62.2%
Dart62.1%
C#59.7%
Swift59.5%
JavaScript58.3%
SQL56.6%
Bash/Shell/PowerShell53.7%
HTML/CSS53.5%
Scala53.2%
Haskell51.7%
R44.5%
Java44.1%
C++43.4%
Ruby42.9%
PHP37.3%
C33.1%
Assembly29.4%
Perl28.6%
Objective-C23.4%
VBA19.6%
Todos os entrevistados – Linguagens amadas
VBA80.4%
Objective-C76.6%
Perl71.4%
Assembly70.6%
C66.9%
PHP62.7%
Ruby57.1%
C++56.6%
Java55.9%
R55.5%
Haskell48.3%
Scala46.8%
HTML/CSS46.5%
Bash/Shell/PowerShell46.3%
SQL43.4%
JavaScript41.7%
Swift40.5%
C#40.3%
Dart37.9%
Julia37.8%
Go37.7%
Kotlin37.1%
Python33.3%
TypeScript32.9%
Rust13.9%
Todos os entrevistados – Linguagens Temidas
Python30.0%
JavaScript18.5%
Go17.9%
TypeScript17.0%
Rust14.6%
Kotlin12.6%
Java8.8%
C++8.6%
SQL8.2%
C#7.3%
Swift6.6%
HTML/CSS6.5%
Dart6.0%
R5.1%
Ruby4.5%
C4.3%
Scala4.2%
Haskell4.2%
Bash/Shell/PowerShell3.9%
PHP3.5%
Assembly2.6%
Julia2.3%
Objective-C1.8%
Perl1.1%
VBA0.7%
Todos os entrevistados – Mais Procurados

Enfim, você pode analisar mais resultados que foram divulgados, até mesmo de banco de dados mais utilizados, amado e mais procurado pelo desenvolvedores, segundo a análise do Stack Overflow.

Muito legal compartilhar essas informações e diversificar as informações com nossos amigos e leitores…

Fonte: StackOverFlow Survey 2020

Gostou deste conteúdo? Deixe o seu comentário

Até a próxima!



1 comentário em “StackOverflow Survey 2020”

Comente:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.