Redes de Computadores



O Registro oficial histórico da concepção de ideias, planejamento, implementação e uso de redes de computadores data de 1957 com a criação da ARPA (Advanced Research Projects Agency), a agência de projetos e pesquisas avançadas, responsável pelas pesquisas e pelo desenvolvimento de soluções para fins militares dos Estados Unidos, tendo como objetivo principal a resposta ao lançamento do Sputnik pela União Soviética (URSS).

A agência apresentou como primeiros resultados nessa área a implatanção da ARPANET em 1969, considerada a precursora da internet, estrutura que deu suporte aos serviços de e-mail, newsgroups, acesso remoto a equipamentos e transferências de arquivos.

VEJA TAMBÉM:

O uso compartilhado das redes militares por instituições de ensino e pesquisa implicaram no surgimento de novas demandas por infraestrutura e serviços, resultando, em 1970, na implantação da primeira rede pública de dados (X.25) e, seis anos mais tarde, na implantação da Ethernet, disseminando a cultura da implantação de redes locais, transmitindo informações (dados) utilizando um mesmo cabo, identificando processos de colisões e, nesses casos, retransmitindo os dados de modo a garantir o processo de comunicação entre equipamentos computacionais. Embora teoricamente a Ethernet oferecesse suporte de até 10 Mbps, na prática a velocidade média de comunicação era de 2,95 Mbps.

Definição sobre à Redes de Computadores

Assim, pode-se definir, de forma simples, mas abrangente, redes de computadores como sendo sistemas baseados no processamento e na troca de informações, na forma de pacotes, constituídos por equipamentos computacionais autônomos interligados por uma ou mais redes de comunicação.

Rede de computadores
A idealização de um sistema de comunicações que não pudesse ser interrompido por avarias locais.

Os equipamentos computacionais autônomos, embora no início da utilização das redes pudessem ser resumidos a computadores com interfaces de rede, abrangem todos os dispositivos capazes de se comunicar utilizando um dos tipos de redes de comunicação existentes, como impressoras de rede, unidades de armazenamento de dados autônomas (storages) e até eletrodomésticos concebidos ou adaptados com processadores e interfaces para interligação a algum tipo de rede.

As redes de comunicação são sistemas de comunicação constituídos de enlaces físicos (qualquer estrutura capaz de transportar informações eletromagnéticas) e regras (protocolos) que disciplinam a comunicação entre os equipamentos a ela interligados.

Atualmente os enlaces físicos estão disponíveis na forma de cabos coaxiais, pares de cabos trançados, fibras ópticas e ar (redes sem fio).

A demanda por novos serviços, qualidade de transmissão e velocidade, o aumento do número de usuários, a diversidade de perfis, aliados ao avanços tecnológicos, resultaram no aumento natural das velocidades das redes de computadores, popularizando a oferta de links de alta velocidade (banda larga) inclusive para usuários domésticos, implicando, naturalmente, em um aumento considerável de volume de dados trafegados.

ARPAnet – the team behind the internet (Redes de Computadores)

Com isso entendemos como surgiu as redes de computadores, o seu crescimento e desenvolvimento tecnológico, fazendo hoje não só parte de rede militares, mas alcançando você também usuário comum e a todos que estão interligados através de redes sem fio.

Gostou deste conteúdo? Deixe o seu melhor comentário.

Até a próxima!

Deixe o seu melhor comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.