Instalando Composer 2.x no Ubuntu e derivados

O composer é um gerenciador de dependências do PHP, servindo exclusivamente para você baixar componentes o qual poderá abstrair classes no seu projeto de forma interoperável, facilitando o seu desenvolvimento de forma única.

Hoje o composer está em sua versão estável 2.0.6 podendo ser baixado o arquivo composer.phar e instalá-lo em seu sistema, seja Windows, Mac ou Linux. E separei esse conteúdo exclusivamente para você que trabalha com Linux no seu flow de desenvolvimento.

No site oficial do gerenciado, no getcomposer.org temos a documentação única de como você pode baixar e instalar o composer utilizando os comandos no terminal pelas extensões php fazendo um get diretamente no seu sistema. Mas irei apresentar um formato bem mais rápido para você resolver qualquer questão em relação a isso.

VEJA TAMBÉM:

Instalando o Composer e suas dependências

Certifique-se em primeiro lugar se você tem o curl instalando em sua distribuição Linux, lembrando que essa instalação é adequada para Ubuntu e derivados.

sudo apt-get install curl

Em seguida, digite:

sudo curl -sS https://getcomposer.org/installer | php

Este comando irá baixar o composer e instalá-lo. Mas deixarei uma outra sugestão acessando o site, você poderá baixar a versão final 2.0.6 até então presente neste momento em que estou compartilhando esse artigo. Na seção de Download, você descerá a página e encontrar o arquivos composer.phar para download, aqui.

Seria o mesmo que utilizar o curl, faça o download em um diretório comum como na pasta Downloads para não misturar os arquivos e confundir.

Após o download do composer.phar, vamos alterar as permissões deste arquivo e torná-lo executável:

sudo chmod +x composer.phar

Vamos mover para a pasta de binários local:

sudo mv composer.phar /usr/local/bin/composer

Este comando irá mover o Composer para a pasta de executáveis do usuário local.

Agora você poderá executar o Composer de qualquer lugar de seu computador sem a necessidade de utilizar a extensão “.phar“.

composer self-update

Para certificarmos da instalação e verificação da versão vamos digitar no terminal:

composer

Veja a versão 2.0.6 e os comando abaixo que são permitidos executar seguindo o composer …

É isso pessoal, uma instalação bem simples e direta para o seu sistema operacional Linux. Não resta mais dúvidas e deixando um adendo pra vocês que a versão 1.x do composer logo ficará obsoleta e indisponível dentro da comunidade.

Gostou deste conteúdo? Deixe o seu comentário.

Até a próxima!


Comente:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.